segunda-feira, 3 de agosto de 2009

MAS QUEM SABE UM DIA EU ESCREVO

Quem escreve, busca a perfeição, a historia perfeita, o livro que se tornara eterno, a carta que nos redime, o texto que se consagra, o ensaio que se orgulha, a monografia que se transforma em livro, . Sem esta busca inglória, não se justifica o ato de escrever, é isto que impulsiona o escritor, seja ele quem for, de que jeito for, e aonde for, todos buscam para si a glória, o sonho de escrever algo digno de respeito , digno de admiração e de aplausos e da posteridade, é lógico , que poucos tem a chance real de apreciar este momento, alguns quando chega, é após a morte ou então pela via do bizarro, afinal o bom escritor é o de encomenda, aquele que escreve apenas o conveniente ou é aquele que escreve para si. Todo escritor quer ser reconhecido tem aqueles que ele mesmo se dá por satisfeito, pouco importa se sua escrita, se isto um dia vai ser apreciado, reconhecido ou não. Alguns se arrepende do que escreve, e pedem que esqueçam, pois aquilo foi fruto da imaturidade e insegurança de iniciante e por afora.. Alguns vende milhões escrevendo porcarias, ou colando uma ideia aqui e outra acolá, outros escrevem muito, para nunca terem seus escritos lidos, poucos se deliciam com o sucesso do escritor, mais quem se importa com isso, para quem gosta , e sente prazer, tudo é apenas consequencia, para o bem da escrita ou para a decadência da mesma. O verdadeiro escritor é o reconhecidamente reconhecido ou o anonimo, que não sabe sequer quem é Marcelo Mirisola, mas e daí, o grande escritor é mesmo o que escreve para si, e sente prazer em escrever mesmo que a representatividade deste ato seja inócua. Mas, enfim, quem sabe um dia eu escrevo para você, porque hoje, estou satisfeito escrevendo apenas para mim.

Escrever implica colocar para fora todos os sentimentos, os que nos orgulha e os que nos humilha. Escrever é o mesmo que fechar os olhos e pensar, caso contrário a escrita se transforma apenas num fantoche de um lado vitorioso.

A tempestade ou o livro dos dias, letra "Natália".