sexta-feira, 3 de julho de 2009

QUAL O VERDADEIRO LEGADO DO APARECIMENTO DA MÍDIA - PARTE II

Quem mais se desmoralizou, sem duvida foi a moral, o que hoje definimos como moral, nada mais é que um pequeno fragmento da grande moral, preceito moral que um dia a humanidade usufruiu e compartilhou. Até mesmo a inabalável e intocável moral cristã, nada mais é hoje, que um amontoado de ridículas orientações eclesiasticas. E a mídia se encarregou de tomar para se a responsabilidade do aparecimento de uma nova ordem, uma nova moral, um novo tipo de moralismo, a famosa e propagada moral do 'uno', onde uma única pessoa, instituição impõem seus próprios conceitos moralista , de moralismo. O moralismo hipócrita da mídia eletronica não é apenas de tentar silenciar a intelectualidade, os gênios do pensar, a moral uno da mídia, ´serve sobretudo para impor sua verdade, tudo de acordo com a conveniencia do momento. Onde o criticável hoje, é o esquecido amanhã, onde o condenável hoje, foi o elogiado ontem, onde o elogiado hoje é o vaiado amanhã, onde a razão é o mesmo que opinião e o bom senso é tão somente uma mera questão de escolha. A moral da midia eletronica, em especial a televisão só tem uma única utilidade, a inevitável, alias ela nos dá o aval para que sempre tenhamos motivo para debochar, para sacanear e tudo de risível que podemos pensar sobre o próprio conceito de moral. A midia destruiu, aboliu tudo de pragmático, que outrora pertencia a moral.(Seque amanhã)

obs:este post é continuação do post: a
mídia e o obscurantismo Parte I