sábado, 11 de julho de 2009

O SUCESSO DO ETANOL BRASILEIRO É FRUTO DA DESGRAÇA HUMANA

Pouca gente sabe que no estado de Goiás existe os maiores índices de registro de trabalho escravo do Brasil, pouca gente sabe também por que tanta gente vive nesta condições no estado e em outras partes do país. Pois bem, os canaviais, os trabalhadores que trabalhão nestes canaviais são os escravos do novo milénio. As condições são degradante, de total desrespeito ao trabalho, ao suor do pai de família, ou mesmo de mulheres e crianças. O Lula vive batendo no peito dizendo que o Brasil é um país a ser seguido quando se trata de etanol, energia alternativa e limpa e coisas do género, o que ele não fala que todo este sucesso é fruto da desgraça humana, desgraça de milhares de pessoas que não tem direito a uma única refeição, a qualquer tipo de proteção , que seja da lei ou meramente proteção física na sua jornada. Os usineiro brasileiros são aclamados pela midia e pelo Lula, e com isto eles acobertam todo o horror que existem nos canaviais, é como se o trabalhador braçal fosse nada, que nada significasse, não é atoa que muitos vivem como legítimos escravos, e só quem viu, presenciou, ou ouviu algum relato, da labuta diária de um cortador de cana, sabe do que estou falando.