quarta-feira, 8 de julho de 2009

A MIDIA E O OBSCURANTISMO - PARTE VII

Qualquer um pode dizer, que talvez a midia é mesmo tudo isto, mais enfim..... é um mal necessário. Necessário por que cara pálida? O fato da midia existir, e de ter se consolidado como entretenimento, não significa que iremos viver eternamente como escravo, como pessoas civilizações, sociedades manipuláveis a seu bel prazer. A exaltação da midia em torno de pessoas medíocre, só faz com que nos tornemos escravos de nossa própria incapacidade de distinguir.

Não sei se existe solução, só sei que nós estamos aos poucos nos tornando em um tipo de ser, onde a inteligencia virou , ao que parece, algo ao alcance de todos, onde ser inteligente passou a ser fator comum. Onde a intelectualidade é generalizado. Onde todos se acham, se tem como genio, inteligente. Não sei o que é pior, se é está constatação, ou o inevitável acomodamento em torno desta afirmação. O problema não é ser inteligente, e sim nos sentirmos como inteligente, pois assim a civilização da mediocridade finalmente vai estar definitivamente consolidada. Só nos resta rever e torcer fanaticamente que tudo não passe de um suposição.



Inicialmente qualquer um pode contestar facilmente, tudo isto que está neste ensaio, no entanto só não temos é o direito de menosprezar a nossa capacidade de distinguir o dispensável pelo indispensável, ou então de exterminar tudo que levamos séculos para aprimorar que é a capacidade de expressão, capacidade de criticar o que não concordamos.

A midia não serve nem como aliada da humanidade, em caso de se alertar para algo perigoso, o maior exemplo disto é sobre a cobertura dúbia, e exageradamente exagerada sobre está gripe suína, que só serviu para gerar preconceito, falsas, alarmes, e tudo mais de inconveniente que não se deve usar, no post Gripe Mexicana ou Gripe Midiatica, eu expus bem este lado pouco esclarecedor da midia, ou seria perturbador. (seque amanhã)