sexta-feira, 31 de julho de 2009

A FRUSTRAÇÃO DA VERDADE

"Como a verdade tem importância para os homens!. É a vida mais elevada e mais pura possível a de possuir a verdade na crença. A crença na verdade é necessária ao homem".

"A verdade aparece como uma necessidade social: por uma metástase, ela é em seguida aplicada a tudo, mesmo onde não é necessária. Todas as virtudes nascem de necessidades..."

A verdade é em verdade apenas uma ilusão de pensamento, na vontade desesperadora de que aquilo seja realmente verdade, e é fácil atacar a veracidade do conceito de verdade, basta dizer (como já disse anteriormente) que para que algo tenha status de verdade, a verdade tem obrigatoriamente que ser compartilhada por toda humanidade, todos tem que crê incondicionalmente, e o que de fato isto quer dizer, que qualquer verdade que não possa ser compartilhada por todos, não é verdade, é no máximo meia verdade, ou meia mentira, dependendo do lado que se encontra. Dito isto é de se perguntar, existe algo que possa ser definida como sendo digno de verdade? Todos as conhecidas verdades do individuo podem facilmente serem desmascaradas, nem que seja pelo uso exagerado do obscurantismo cego, mais quem há de discordar de alguém que fale com tanta convicção de verdade, não é isto que chamamos de liberdade de pensamento de expressão??? A moral da verdade pode ser inserida facilmente no contexto do deboche, além do mais se até mesmo a moral é ridicularizada, o que dizer do resto.

Todos tem direito a proclamar sua própria verdade, seu próprio conceito de verdade, só não temos é o direito de impor esta verdade, ou seja todos acham que tem a verdade em suas vidas e que assim seja, se é melhor assim..., no entanto isto não pode servir como uma arma capaz de disparar ódio, indiferença, preconceito e tudo de atroz que nasce da nossa incapacidade de aceitar a verdadeira alheia, o diferente. O ridículo do individuo é a certeza que a sua verdade é que é verdade, como se ele fosse algo DIVINO, que só ele estivesse certo e o resto da humanidade, ou parte dela estivessem no limbo. "A crença na verdade é necessária ao homem", pois não vivemos sem o nosso conceito de verdade, precisamos de crer para termos paz, precisamos da verdade para justificar nossa fraqueza, precisamos da paz para justificar nossa verdade e por aí afora... tudo isto é aceitável, assim como é verdade que a única grande necessidade do homem é a irresistível vontade de proclamar sua verdade como sendo a única verdadeiramente verdadeira, não por acaso a vida e consequentemente a verdade é este caos que aí esta.

Pelo ponto de vista da natureza universal, o homem não passa de um ser verdadeiramente tosco, que se presta ao ridículo papel de sempre usar seus poucos conhecimentos apenas com o propósito de se enaltecer, e para que? no final de tudo, ele o homem, não encontrará nada que na seja o NADA. Eis ai a grande verdade humana, ou será que existe no mundo algum ser vivo que negue a verdade absoluta que no fim o NADA é mesmo que reinara, no sentido de perecer.