terça-feira, 16 de junho de 2009

TELEVISÃO BRASILEIRA: O VERDADEIRO CIRCO DE HORRORES


Dias atrás, acompanhei um debate sobre o legado da extinta TV Manchete, e aí resolvi estender o assunto, não sobre a família Bloch, e sim sobre a nossa televisão,os ditos canais abertos, que incluem a Rede TV, Bandeirante, Record, Globo, CNT e SBT. Comentar sobre a nossa televisão, sobre o que realmente temos de relevante, não é uma tarefa fácil, primeiro porque o conteúdo, é pobre, segundo porque ao definir este conteúdo como pobre, estou generalizando toda a televisão brasileira, e não apenas canal A, C. ou E, porém é um tipo de pobreza, de conteúdo ruim mesmo, mais que agrada o público, os telespectadores e consequentemente os anunciantes, resumindo a programação é ruim, é péssima de extremo mal gosto, mais o povo está satisfeito com ela, e com isto termina por abonar algo desastroso, e força as emissoras a sempre apostar no medíocre, em uma programação que preza pela ausência de qualidade.

O mais triste nesta constatação, é que a cada ano os canais abertos estão piorando, os bons canais, programação voltado ao público infantil, por exemplo, desapareceram, não foram renovados, a parte de entretenimento de nossa televisão é sem duvida o ponto alto do grande circo de horrores, afinal o sujeito que consegue assistir e a prestigiar programas macabros como os do "Faustão, Luciano Huck, Ana Maria Brega, digo Braga" entre outras atrocidades, é o que? Débil Mental ou um parasita em avançado estado de decomposição? Os nossos telejornais melhorou, pelos menos estão se esforçando, mais ainda assim são ridiculamente ponderados e parciais. Mais o pior dos piores é a venda de horários, algo predominantes em algumas emissoras, em alguns canais, por exemplo temos,o caso do pastor que chega a aparecer em até 3 canais ao mesmo tempo, e isto no dito horário nobre, dêem uma passeada pelo controle remoto entre 19:00 e 22:00 horas na Bandeirantes, CNT e RedeTV eu acho, e verás a coisa, é o chamado Show da fé, realmente é um magnifico show.

No fim de tudo é plausível concluir que a nossa televisão é péssima porque o telespectador é burro, de mal gosto, e ainda por cima é consciente de sua própria deficiência em saber discernir o bom com o medíocre. Mais é assim mesmo gostamos do imprestável, porque não prestamos, ou porque não.....Quer saber dane-se os telespectadores. Temos o que merecemos, o que nos identificarmos, o que nos favorece e nos agrada.


A TV Brasil, continua, e pelo jeito continuará sendo uma eterna promessa, embora o programa 'SEM CENSURA" seja muito bom....

Mais o mais bizarro da televisão aberta, é isto:Temos também o patriarca da moral e dos bons costumes, aquele que quando ele fala todos se calam todos observam, enfim o cara é um verdadeiro moralista, o nome dele Alexandre Garcia.É para rir ou é para chorar.... (É, eu devo ser mesmo muito idiota para criticar a Rede Globo, aliás e a proposito o idiotismo da Globo é proporcional ao nosso idiotismo, do brasileiro)