quinta-feira, 14 de maio de 2009

A VERDADEIRA OPINIÃO PÚBLICA - Parte III

Quando se diz que a opinião pública norte-americana, evitou isto ou aquilo, é verdade, pois lá as pessoas (por uma questão de ética pública comportamental, e educação) realmente tem um peso importante através de sua opinião, o que não é o mesmo em se tratando de Brasil, aqui o que prevalece mesmo é o analfabetismo reinante, o mesmo que elegeu, e elegerá, se preciso for, estes mesmos deputados que quer que a verdadeira opinião publica se dane, isto é Brasil, e não adianta tentar dar uma de civilizados, ou educado, pelo menos, enquanto a maioria for arrogante-ignorante-analfabeta, enquanto a maioria votar pensando apenas em si mesma, em seus próprios interesses. A imprensa , age certa, ao criticar tal deputado, porém por linhas erradas, o que só denigre sua imagem, e o pior enfraquece a credibilidade, afinal, para se fazer entender é preciso que o povo saiba ler, gosta de ler e consequentemente de pensar. Do jeito que estar, parece que o nobre jornal e seu Merval Pereira só é lido no Leblon, alguém aí se lembrar do meu artigo "Um País Chamado Leblon"? O jornal tem que ter o seu próprio bom senso, para fazer valer sua opinião, sua credibilidade e sua própria verdade. E basta de imprensa imparcial, independente de opinião pública concordar ou não.

Aliás , taí a pergunta que nunca se cala: O que de fato, a nossa midia faz para democratizar a educação do povo brasileiro, além claro de criticar, manipular e banalizar esta mesma educação?

Isto é uma constatação , não é critica.