quinta-feira, 30 de abril de 2009

SAUDADES DE JOÃO PAULO II

É cedo para se criticar o atual pontífice, no entanto tudo indica, que a arrogância, a desinformação sobre sua própria igreja, e algumas indecisões, está fazendo com que muitos vê neste papa, alguém com pouco moral, isto no sentido de autoridade. As criticas já começaram, e pelo jeito aumentará com a mesma proporção que diminuirá a moral papal, pelo menos diante daqueles que sempre tem na igreja católica como o maior alicerce da moral e dos bons costumes, como se costume dizer. As vezes o bom senso, tem que prevalecer, mesmo que seja necessário ir contra os dogmas da igreja. A fé e o fanatismo em torno desta mesma fé não pode prejudicar, o tão prejudicado moralismo cristão. O mundo em que vivemos precisa de uma igreja com mais humanidade e menos divindade, pois nada adianta a fé, se não existem escolhas.