terça-feira, 24 de março de 2009

SANTA HUMILDADE

- Durante muito tempo a humildade foi sinonimo de ignorância, hoje é sinonimo de virtude, quanto avanço;
- Todo humilde é pobre, no entanto nem todo pobre é humilde;
- O humilde pobre se orgulha de ser humilde, é por isso que continuará como pobre até o fim de seus dias;
- Todo humilde se acha vitorioso, um predestinado, é por estes e outros motivos que são todos ignorantes;
- A desgraça dos humildes, está no fato, de que a sua existência, facilita imensamente a existência da arrogância;
- Alguns humildes são de uma força de vontade inabalável, pois sua humildade sobrevive inclusive a força devastadora do dinheiro-fácil, do poder-fácil, estes sim são os humildes de verdades, e também os piores;
- Todos adoram pessoas humildes, geralmente são amigos de verdade, pois são confiáveis e extremamente complacentes. Legítimos bajuladores, isto sim;
- A simplicidade soa melhor que humildade, não a simplicidade ingénua , mais a natural;
- Todos concordam que a humildade é um fator importante, para contrapor, combater, o excesso de arrogância no nosso dia-a-dia. É verdade também que ninguém deseja, 1 minuto que seja, estar no lugar de um humilde;
- Há pessoas que são humilde em sociedade e arrogantes em família, estes por motivos óbvios, deveria, ou melhor seria conveniente - em beneficio da própria sociedade - que se suicidassem;
- Todos gostam de admirar, de elogiar pessoas humildes, isto no fundo nos enobrece, nos torna mais humanos. Santa falsidade;
- O humilde, nasce programado para aceitar, independente se isto vai ou não lhe prejudicar, tipo escravo. A humildade excessiva de algumas pessoas é o mesmo que viver na escravidão, só que branda;
- Algumas religiões fizeram da humildade, um celeiro de virtudes, só esqueceram de que como religião teriam a obrigação de demonstrar isto literalmente. É muito fácil vangloriar a humildade das pessoas, principalmente quando isto nos enriquece, nos favorece;
- Eu sou um falso humilde, uso a humildade apenas para chegar a onde almejo.