quarta-feira, 4 de março de 2009

A IMORALIDADE DA MORAL

- Falar da imoralidade da moral é sempre mais fácil. O difícil é falar da moral sem cair no idiotismo;
- O excesso de moralistas no mundo me cansa, e me irrita profundamente;
- O problema de se expor a moral em tudo, é a banalização do tema, é o desnivelamento dos bons costumes;
- Todo idiota, todo vagabundo, todo ladrão, tem direito a moral, é por isto que a moral se transformou em algo tão tosco;
- A moral da evolução das espécie e da fé é tão ridícula quanto a tentativa de defesa, ou seria de afirmação?;
-Toda discussão moralista, teria que ter também um anarquista por perto;
- Se tivéssemos um mínimo de bom senso evitaríamos de ter comportamento moralista;
- Quanto mais se ler menos moralistas nos tornamos;
- Vamos todos abolir, enterrar, concretar a palavra MORAL, para glorificar o BOM SENSO;
- Afinal de que adianta bancar o moralista sendo que não temos bom senso;
- Quem muita usa a moral, muito se esquece da ponderação;
- A liberdade de expressão é inconcebível com a moralidade, os dois juntos, são inviável, é sinonimo de eterna discussão;
- O legal de se morar em uma democracia é a oportunidade que temos de tratar os moralistas com indiferença;
- A maldição da moral, está no fato dela sempre aparentar uma razão, que no fundo não existe, a não ser obviamente na mente de algumas pessoas;
- O bom senso e a ponderação para as coisas certas, é o que nos resta, para distinguir o certo do inconveniente;
- O nojento do moralista está no fato dele sempre aparentar uma certa superioridade, embora todos sabemos que ele pode ser tudo, menos superior;
- A cobrança/perseguição em torno da moral, é que a enfraquece, e lhe põem no mesmo limbo da hipocrisia;
- Confesso que estou exagerando, mais o que fazer perante o crescimento desordenado dos falsos moralistas?;
- Costumes e deveres, eis aí a parte ponderada da moral;
- Ninguém tem suficiente moral para se definir como um imoral;
- A moral do politico, é a mesma do hipócrita;
- A moral é útil apenas para as crianças;
- Eu sou moralista até o ponto que minha hipocrisia permite.