terça-feira, 31 de março de 2009

EXERCITO: INSTITUIÇÃO INUTIL

Educação, demagogia, omissão da imprensa este e outros assuntos foram prioritários aqui no blog no ano passado, foram vários os 'posts' que trataram destes temas, e para este ano a violência proveniente do tráfico armado é sem dúvida um dos temas chaves que pretendo falar, sem rodeios, durante o decorrer do ano.

E hoje pretendo reafirmar a vergonha que todos nós brasileiros sentimos perante a inutilidade, a omissão, a covardia do Exercito brasileiro, senão vejamos: segundo alguns a principal tarefa desta instituição é proteger o território brasileiro contra eventuais ataques externos, seja lá o que isso quer dizer, já que a fronteira é praticamente protegida(protegida?) pela Policia Federal, neste caso sou forçado a fazer uma pergunta intrigante, qual a real utilidade do exercito?

Hoje ser um oficial do exercito é algo nobre, os caras ganham super bem (para não fazer nada, qualquer remuneração é boa), moram em casas fornecidos pelo exercito, ou seja paga por nós, e ainda por cima tem o status de fazerem parte das forças armadas do Brasil, um bando de vagabundos, no sentido mais debochado do termo.

Virá e mexe vem alguém falar que os militares não estão preparados para combater o tráfico armado, por exemplo, segundo estas pessoas o exercito tem outros propósitos, e isto , o tráfico definitivamente não é algo prioritário, no sentido de se desviar de suas reais necessidades, resumindo proteger o território nosso contra um eventual ataque terrorista, ataque terrorista? O nosso exercito é realmente A grande
Piada Nacional.

Enquanto isto, o tráfico cresce com armas do exercito, tomaram conta de boa parte do territorial brasileiro, agem e matam livremente, há, e julgam também, e ainda por cima são organizados, bem remunerados e contam com a complacência (ou seria cumplicidade) de nossas verdadeiras instituições. O tráfico hoje tem mais moral que o exercito brasileiro. Alguém aí tem coragem de desmentir está afirmação?