sábado, 7 de março de 2009

BLOG

80% dos e-mail que recebi nas férias foi sobre os comentários, solicitando, pedindo para que eu abrisse espaço para comentários, algo aliás muito normal em qualquer enderenço com nome de blog. Semana passada , em uma visita a um dos mais visitados blogs do país, de um jornalista, observei o espaço destinado aos comentários, neste dia especificamente havia mais de 80 comentários sobre um único 'post', ou seja algo realmente grandioso, e positivo para o dono, mais aí é que está a diferença, o sujeito escreve um artigo e abre espaço para as pessoas comentarem, seja através da critica, elogios ou sugestões, ou seja está é a finalidade deste e de todos os outros blog, eles escrevem para compartilhar o conteúdo na forma literal do termo, como se fosse uma espécie de forúm destes que se vê em comunidades do orkut, em muitos casos há até forúm pedindo para que se visite um blog, e poste um comentário. Tudo bem, mesmo porque todos estão atrás de algum tipo de reconhecimento, caso contrário para que blog, não é mesmo? Também é meu caso, só que por motivos diversos.

No meu caso é diferente, ou quase, no inicio até me divertia acessando todo dia o Google Analytics, que vem a ser um mecanismo do google que permite que se vê a quantidade de visitas do blog, com o passar do tempo simplesmente abandonei a prática, e hoje passos de semanas sem acessar o analytics. É complicado explicar, mais o que me leva há ter este blog é a possibilidade de poder 'respirar', de poder 'expulsar meus demónios interior', de poder conter todo meu ódio pelas coisas erradas e convenientes de nossa sociedade medíocre', quando escrevo um 'post', é óbvio que desejo que alguém leia, afinal está também é a finalidade, compartilhar, mais em primeiro lugar vem minha satisfação pessoal, não escrevo artigos para agradar as pessoas que vão ler, escrevo artigos como uma forma de me expressar, pouco me importa se alguém vai gostas ou discordar, isto não me interessa. O blog serve como uma válvula de escape de tensão do dia-a-dia, gosto de elogiar, criticar, de opinar, de denunciar, como se estivesse em uma mesa de bar, o máximo que faço é enviar e-mail para as pessoas que me refiro nos artigos, seja para autoridades, ou imprensa. Para quem acompanha o blog diariamente, sabe que tenho uma verdadeira compulsão por escrever, já houve dia que postei 10 'post', todos sobre assuntos diferenciados um do outro. No entanto não esperem algo semelhante, jamais haverá outro 2008. Pelo menos aqui neste humilde espaço exerço minha suprema liberdade, a de pensamento e expressão.