segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

QUAL A LÓGICA? Parte II


Os africanos são pobres, são miseráveis, o continente africano em sua maior parte, não faz parte não participa da dita globalização, os africanos não tem armas nucleares, os africanos não tem cultura, os africanos são negros, os africanos não tem petróleo, os africanos não tem história, os africanos são tosco, os africanos são macacos, os africanos são burros, eles não tem inteligência, nós não temos nada haver com a África, afinal somos todos arianos.

ISTO TUDO É FATO. E PONTO.

Mediante todas estas constatações , fica fácil entender porque 200 mortos na França, EUA, ÍNDIA ou INGLATERRA tem mais relevância do que 500 mil mortos africanos. É fácil entender também por a midia age como se o sofrimento, a pobreza, a desgraça de parte do continente africano não lhe dissesse respeito, como se não existisse, como se tudo fosse apenas um ridículo enredo de um filme de terror. É fácil entender porque o terrorismo, que matou uma quantidade ridiculamente pequena de pessoas nos últimos 10 anos, tem mais importância, chame mais atenção, provoque mais medo, do que os mais de 10 milhões de mortos africanos ocorridos nos mesmos últimos 10 anos, causados pelo flagelo da AIDS, pela fome e pelo genocídio provocados por ditadores.

Diante desta constatação , nasce uma pergunta, por demais pertinente: Somos todos hipócritas? ou Quem não se define como hipócrita, que levante a mão? ou Onde está a compaixão? ou O que hoje de fato representa a humanidade: a hipocrisia ou a compaixão? Qual a lógica disso?

E VIVA os 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, Viva somos todos hipócritas.