segunda-feira, 17 de novembro de 2008

MÚSICA

Daria para imaginar a vida sem música? Bom, daria, se antes pudéssemos imaginar também que: a tristeza seria mais intensa; a dor seria insuportável, o amor seria inglório; os suicida seriam a maioria; a felicidade seria insossa; as pessoas perderiam o astral; o sonho seria impróprio; o dia seria chato; as mulheres perderiam a majestade; as cores seriam cinza; o cinismo seria predominante; as crianças deixariam de ser anjo; os anjos perderiam a auréola; a natureza perderia o vento; o vento perderia o clangor; as pessoas dormiriam triste; a noite seria eterna; as manhãs seriam sem graça; os rapazes deixariam de ser bobos; as moças deixariam de sonhar; o mundo perderia o brilho;a paz seria tão somente uma palavra boba; a religião perderia a poesia a seriedade; as rosas perderiam o perfume; as madrugadas seriam pesadelo; o silencio se propagaria; o barulho seria menor; a voz perderia importância; a paixão perderia o amor; a depressão não seria doença; a melancolia seria saudavelmente morbíta; as pessoas falariam menos; o planeta seria mil vezes maior; o violão seria uma arma; o sorriso seria breve; a compaixão seria menor; o paraíso deixaria de ser eterno; utopia seria real; o impensável aconteceria; a morte seria legal; o nascimento seria um sonho; os animais falariam; a floresta seria uma lenda; a traição seria aceita; a amante seria uma vaca; a chuva seria macabra e nossas vidas seria um desastre.