quarta-feira, 26 de novembro de 2008

DECEPÇÃO

A eleição de Sérgio Cabral em 2006, veio a reboque de uma onda de otimismo que há muito não se via no Rio, afinal o cara é filho de Sérgio Cabral-pai, uma pessoa que por si só é a própria essência de todo o amor que temos pelo estado, qual o morador de copacabana por exemplo no conhece o velho, inclusive o prédio em que mora? a expectativa com a eleição do filho, foi vista para muitos, como um retorno as origens carioca, de todo aqueles que querem o bem desta cidade, portanto um futuro, uma administração promissora, para o estado, era o que todos sonharam.

Passados dois anos, o que se ver é um horizonte amargo, para não falar desanimador. O legado destes dois anos, é de muita morte, muito enfrentamento, em uma guerra declarada, pelo qual o próprio governador se orgulha de falar, um derramamento de sangue jamais visto no Estado. A saúde por sua vez, os hospitais do estado é uma verdadeira tragédia. A educação, continua a mesma merda. Pode ser que ele faça, o mesmo que Cesar Maia em seu primeiro mandato, deixou suas principais obras , ações para os dois últimos anos, mesmo por que dinheiro não falta ao governo, só de royalties o governo do estado embolsou mais de 4 bi em 2007... Pode ser... porque até agora o governo do senhor Sérgio Cabral Filho está sendo uma grande e intragável DECEPÇÃO.