segunda-feira, 20 de outubro de 2008

"TODAS AS PAIXÕES TEM UMA ÉPOCA QUE SÃO FUNESTAS, EM QUE ENVILECEM SUAS VITIMAS COM O PESO DA ESTUPIDEZ" (F.N.)

Este caso de Santo André-SP., que terminou de forma lamentável, com a morte da garota Eloá, nos deixa um pequeno exemplo de que a pessoa apaixonada é sim um doente mental em potencial,e o que faz com que se torne um assassino, é o Desprezo. Esta pessoa, diante de uma paixão intensa, ela passa a viver exclusivamente em pró da outra(o), e ela pode perdoar tudo vindo desta pessoa menos o Desprezo a indiferença desta pessoa. E quando isto acontece, quando a outra passa a tratar esta pessoa com desprezo, este por sua vez passa a ter um ódio incontrolável e irrecuperável, este ódio doravante da indiferença é tão forte, tão odioso que somente um milagre é capaz de impedir que tudo termine em desgraça, e o mais impressionante neste ódio é que mesmo após executar mortalmente a vitima esta pessoa ainda persistira com o ódio por muito tempo, e faria novamente se pudesse voltar atrás, e não será surpresa que daqui a algum tempo este rapaz o tal do Lindemberg se transformar em religioso deste de andar com a bíblia debaixo do braço. E este rapaz é um exemplo de como se tornar um eterno covarde, porque o mínimo que este covarde deveria ter fito era dar um tiro na própria cabeça, depois de toda monstruosidade que fez. A parte escandalosa fica por conta da ridícula participação da policia Paulista, ai vem o débil mental do responsável pela operação abonado pelo outro débil do governador, afirmar publicamente que não ouve erro na ação da policia. Tudo isto poderia passar despercebido se realmente não tivesse acontecido.É a tal coisa a mentira quando é abonada por mais de uma pessoa dar- se a impressão de ser verdade.