sexta-feira, 24 de outubro de 2008

QUEM SOMOS NÓS PARA JULGAR

Quem somos nós para julgar. Sempre que alguém proclama está frase é porque no fundo já ouve um julgamento, uma critica. A questão é que nós somos tão covardes com nossas opiniões, que nem em pensamentos admitimos nossa covardia suprema, e lógico que a frase citada serve, antes de tudo para nos desviar do verdadeiro propósito, que é o de julgar o próximo e encobrir ao mesmo tempo, uma vez que não admitimos criticas ao nosso respeito, é uma forma de autodefesa antecipada, de falso carater, de falso moralismo, de falso comportamento. O hipócrita fala: - Não julgues para não ser julgado!. Nós não vivemos em um mundo utópico, a nossa sociedade é real, se é real é porque todos nós independente de qualquer outra coisa, julgamos todos os dias, todos os momentos, ou por frases, por gestos, ou mesmo por pensamento, que dar tudo na mesma, e não é vergonha admitimos. Vergonha é nos envergonhamos de nossa capacidade de julgarmos nós mesmos, nosso próximo, o outro ou seja lá quem for, porque está é nossa essência, é o EU de cada um. O resto faz parte da hipocrisia humana, que também é real.