quinta-feira, 16 de outubro de 2008

"A MORAL DISSO: QUAL É O HOMEM PRUDENTE QUE HAVERIA DE ESCREVER AINDA ALGUMA PALAVRA SINCERA ACERCA DE SI MESMO HOJE?"

É certo que se deve desconfiar profundamente de toda biografia dita autorizada, é certo também que se deve desconfiar profundamente de toda pessoa que afirma falar sempre a verdade, mesmo quando esta pessoa afirma inocentemente está falando sempre a verdade, a questão é que a verdade não nos pertence,ela as vezes é irreal. Ela é verdadeira no seu conceito , não na sua essência. Se estas afirmações são verdadeira, cabe apenas o pensar descobrir.