segunda-feira, 11 de agosto de 2008

UM PAIS CHAMADO LEBLON

Criticar as Organizações Globo, é o equivalente a criticar o partido comunista na China, corre-se a todos os riscos, inclusive a indiferença de todos, mais que é irresistível, há isto é. Na "Opinião" do jornal "O Globo" de sábado dia 9, eu encontrei a seguinte pérola: "Dai é um passo para arbitrariedades como as verificadas nessas operações. A intenção de reforçar a proteção dos cidadãos diante da sanha, mesmo que bem-intencionada, de agentes públicos é vista, de forma rasteira, como manobra para defender os "ricos", a "elite". Balela." Não é só isto, tem mais: "Nesse sentido, o STF tem exercido papel pedagógico. Na Operação Satiagraha, ao rever a decretação descabida de prisões temporárias e preventivas, e, agora, na regulamentação do uso das algemas, que, banalizado, passou a ser um dos símbolos do abuso de autoridade." A primeira reação que tive foi de que esta opinião era de um morador do Leblon, bairro tão frequentado pelos colunistas do Globo, as vezes chega a irritar , o absurdo de vezes que estes colunistas cita o bairro para encher as linhas de suas colunas. Chega-se um ponto que fica a dúvida o Leblon é um bairro ou um país? Voltando a pérola da tal "Opinião" afinal há quem se destina, aos moradores do Leblon, do Brasil, ou seria uma indireta aos moradores da Rocinha, país vizinho ao Leblon, seja o que for a tal "Opinião" é realmente uma pérola. É como disse um colunista do Leblon "...não é porque há lógica que a coisa deixa de ser absurda." Neste mesmo sábado este mesmo colunista estava passeando no shopping......Leblon. Há de ter ponderação, há de ter sobretudo bom senso, isto mesmo BOM SENSO, estar faltando bom senso inclusive aos moradores do Leblon representada pelo magnifico jornal "O GLOBO", quando não se tem bom senso perde-se a oportunidade de escrever sobre aquilo que o país precisa: realidade na descrição dos fatos . http://xambioa.blogspot.com-